sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Cartões cheios de esperança e encorajamento

05 dez 2014CAZAQUISTÃO


Notícias recentes do Cazaquistão revelam como vivem os cristãos no país: impedidos de obter o registro de funcionamento das igrejas, duramente perseguidos e, muitas vezes, até presos por sua fé. É o caso do pastor Bakhytzhan, condenado à prisão por acusações falsas
5_Cazaquistao_ 0430102265
"É incrível perceber como um pequeno cartão como este pode trazer tanta esperança e encorajamento de tão longe", compartilha Alfibaa Kashkumbayev. Ela e sua família vivem em Astana, no Cazaquistão. Muitos irmãos, ao redor do mundo, escreveram para ela quando o seu marido, o pastor Bakhytzhan, foi preso em 2013 sobre a falsa acusação de envenenar um membro da igreja com vinho da comunhão.
Ela conta: "Quando eu percebi que Bakhytzhan foi preso e não por um curto período, mas por um período indefinido de tempo, eu comecei a chorar – chorei por uma hora! Fiquei me perguntando 'por quê?', mas, bem no fundo do meu coração, eu sabia que Deus permite que aconteçam situações em nossa vida para que a nossa fé em Cristo se torne ainda mais forte. Dia após dia, sem saber o que esperar para o futuro, eu orei a Deus. Pedi a liberação do meu marido. E um dia o Senhor respondeu a minha oração e meu marido pôde voltar para casa!”
Depois de 9 meses de prisão, o pastor Bakhytzhan foi autorizado a cumprir a pena de quatro anos sob prisão domiciliar, e terá, então, um período probatório de três anos.
"Serei eternamente grata a todos que oraram por nós!", compartilha Alfia, segurando uma das cartas com um grande sorriso no rosto.
Pedidos de oração
  • Peça ao Senhor para que dê força e disposição para o pastor Bakhytzhan, Alfia e sua família nesse período de prisão domiciliar.
  • Ore para que Deus use o testemunho de cristãos como Bakhytzhan para alcançar o povo do Cazaquistão com o seu amor.
FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoAna Luíza Vastag

Nenhum comentário: