quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Cristãos vietnamitas preferem passar fome nas montanhas a enfrentar a perseguição

19 fev 2015VIETNÃ

Grupos da minoria de cristãos  vietnamitas estão refugiados na região montanhosa do Centro do país, fugindo da severa perseguição religiosa. Este movimento de fuga teve início em novembro de 2014 e, desde o último contato com eles, eram mais de 30 cristãos, escondidos nas florestas de Ratanakiri, enfrentando fome, frio e malária
19_Vietnan_0060100003
Quando encontrados pelas equipes da Portas Abertas Internacional, afirmaram: “É melhor morrer de fome na selva do Camboja do que enfrentar a perseguição no Vietnã”.  Na fuga, os cristãos buscam asilo no Camboja. Segundo os analistas de perseguição da Portas Abertas, o grupo vem sendo perseguido durante anos e, desde 2011, enfrentam séria repressão das autoridades, principalmente os que se reúnem em igrejas domésticas. De acordo com o relatório da Organização dos Direitos Humanos, o governo vietnamita tem acirrado a perseguição contra os cristãos que vivem nas montanhas, alegando que eles usam a religião para incitar a população contra o governo.
O Vietnã ocupa o 16º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa 2015. Neste último ano, a situação da perseguição se agravou no país, devido principalmente a um aumento do nível de violência aos cristãos. O governo não tem garantido a liberdade de religião e de crença a todos os grupos religiosos no país. Com a visita do relator especial das Nações Unidas para Liberdade de Religião e Crença, Heiner Bielefeldt, me meados do ano passado, o problema ficou evidente, pois os cristãos foram intimidados a cancelar as reuniões que tinham com o relator. Ele ainda foi impedido de se encontrar ou mesmo entrar em contato com cristãos da província de Gia Lai, em que os cristãos montanheses estão refugiados.
Nos próximos dias, espera-se que mais 40 cristãos se refugiem nas montanhas vietnamitas.
FontePortas Abertas Internacional

Nenhum comentário: