domingo, 28 de junho de 2015

Jihadistas do EI entram em Kobane para reconquistá-la

26 jun 2015SÍRIA

O conflito entre jihadistas e curdos pelo controle da cidade não cessa. Dessa vez, pelo menos 20 morreram
26_Siria_0380009940.jpg
Os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) entraram novamente nesta quinta-feira (25) na cidade curdo-síria de Kobane (norte), da qual haviam sido expulsos em janeiro pelos combatentes curdos. "Forças do EI mataram pelo menos 20 pessoas na localidade curda de Barkh Butan, incluindo mulheres e crianças e moradores que pegaram em armas para lutar", afirmou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).
Eles também conseguiram entrar nos bairros sob controle das forças governamentais da cidade de Hasake, que tentam dominar há um mês, anunciou o OSDH. Violentos combates aconteceram em Hasake, onde pelo menos 20 jihadistas e 30 soldados do governo morreram. Hasake, capital de uma província na fronteira com a Turquia, fica na região nordeste da Síria, onde algumas áreas são controladas pelas forças curdas. A ofensiva do EI em Hasake começou na quarta-feira (24) com um atentado suicida contra um posto de controle do governo. Mais tarde, o grupo jihadista assumiu o controle de dois bairros na zona sul da cidade.
"Os civis dos bairros fogem para o norte da cidade, controlado pelos curdos. Continuam os violentos combates com bombardeios dos dois lados", afirmou o OSDH. "Os jihadistas cometeram um ataque suicida na área próxima ao posto de fronteira com a Turquia e pelo menos cinco pessoas morreram", disse o diretor do OSDH, Rami Rahmane. Kobane, na fronteira com a Turquia, foi devastada pelos combates entre jihadistas e curdos que começaram no fim de 2014. Em janeiro de 2015, após quatro meses de combates, os jihadistas, que estiveram perto de assumir o controle da cidade, foram derrotados.
A ofensiva do EI nas áreas curadas do norte da Síria acontece depois de uma série de derrotas jihadistas na província de Raqa, em particular a perda da cidade de Tall Abyad, que permitia ao grupo extremista sunita transportar armas e combatentes a partir da Turquia. Ao mesmo tempo, uma coalizão rebelde que tem a participação do braço sírio da Al-Qaeda iniciou nesta quinta-feira um ataque contra a cidade de Deraa (sul), segundo o OSDH. A coalizão, que também tem a presença de combatentes do grupo islamita Ahrar al-Sham, bombardeou áreas leais ao regime.
Resposta aos jihadistasTodavia, o conflito continua com intensidade, segunda a agência francesa Efe, as forças curdas já conseguiram cercar os combatentes próximo da fronteira com a Turquia, informou o OSDH. Segundo eles, os combates ainda continuam entre os guerrilheiros do EI que permanecem na cidade e as milícias das Unidades de Proteção do Povo Curdo, que os mantêm cercados.
Mais sobre o Oriente Médio
O Oriente Médio é muito atingido pelos grupos extremistas que perseguem e maltratam todos aqueles não estão de acordo com suas ideologias, como por exemplo, se tratando de questões sociais, políticas e religiosas. Dos dezessete países do Oriente Médio, treze deles estão na Classificação da Perseguição Religiosa 2015.
Convite!
No dia 18 de julho, sábado, às 19h30 o correspondente da Portas Abertas no Oriente Médio estará presente no culto de aniversário dos 60 anos da Portas Abertas Internacional. Venha conhecer mais sobre a Igreja Perseguida e seus desafios na área de maior concentração de perseguição aos cristãos.
Confirme sua presença no evento!Culto de celebração 60 anos da Portas Abertas Internacional
Dia 18 de julho, às 19h30
Com participação especial de Adhemar de Campos e do correspondente internacional da Portas Abertas, George. 
Comunidade da Graça - Rua Eponina, 390 - Vila Carrão – São Paulo
FontePortas Abertas Internacional, Da France Presse

Nenhum comentário: