quarta-feira, 15 de julho de 2015

Prepare-se para o Shockwave 2015!

13 jul 2015BRASIL

O Shockwave acontecerá nos dias 25 a 27 de setembro - um fim de semana de oração pela Coreia do Norte, o país mais difícil do mundo para um cristão
13_north_corea_0380008542
Shockwave  é uma onda de oração pela Igreja Perseguida. Durante um fim de semana inteiro jovens em todo o Brasil se reunirão para orar pela Coreia do Norte em suas casas, em suas igrejas, em parques, em suas faculdades ou em seus trabalhos.
Considerado o país mais fechado do mundo para o cristianismo há 13 anos, a Coreia do Norte ocupa o primeiro lugar na Classificação da Perseguição Religiosa. Como outros norte-coreanos, os cristãos têm de sobreviver sob um dos regimes mais opressivos na época contemporânea. Eles precisam lidar com funcionários corruptos, más políticas, catástrofes naturais, doenças e fome. Além disso, eles devem esconder a sua decisão de seguir a Cristo.

Hea Woo é uma cristã secreta que fugiu da Coreia do Norte para a China e foi capturada pela polícia e levada a um campo de trabalhos forçados na Coreia do Norte. Morando hoje na Coreia do Sul, ela conta como sua fé fez toda a diferença durante seu tempo na prisão: "Eu não sou rica em comparação com a maioria das pessoas aqui, mas eu tenho Jesus em meu coração. Ele é o pastor do Salmo 23, o salmo da minha vida. Meditei nele todos os dias no campo de trabalhos forçados. Não importava se eu estivesse presa. A situação que eu tinha na minha mente não impactou quem Jesus é para mim. Ele é o meu pastor. Eu me senti tranquila apesar das circunstâncias. Mesmo que eu estivesse no vale da sombra da morte, eu não tinha medo de nada. Deus me confortou a cada dia. Algumas vezes, de uma maneira muito especial: quando Deus literalmente falou comigo e me disse que eu era sua amada filha. Eu só sabia que Deus estava preparando uma mesa para mim. Ele iria me abençoar e me honrar. Talvez nesta vida, talvez na próxima. Eu vou morar com ele para sempre."
Você está disposto a entrar nesta batalha de oração pela Coreia do Norte? Participe!
FontePortas Abertas Brasil

Nenhum comentário: