sexta-feira, 3 de julho de 2015

Veja como foi o 6º aniversário do Mulheres do Caminho

03 jul 2015BRASIL

Ministério de intercessão da Portas Abertas realizou culto de celebração no último sábado em Goiânia
11540847_951517341567382_1231865211501682496_n
No dia 27 de junho, o ministério de mulheres da Portas Abertas comemorou na Igreja Presbiteriana Maranatha, em Goiânia, seu sexto aniversário. O culto teve a participação da viúva nigeriana Ana* que compartilhou seu testemunho. Ela viu seu esposo sendo morto pelo grupo extremista Boko Haram há aproximadamente oito meses. Sua viagem ao Brasil tem o objetivo de encorajar a igreja brasileira a se unir à Igreja Perseguida por meio de orações e apoio.
Goiânia foi o Estado escolhido por fazer parte de uma região onde o ministério Mulheres do Caminho ainda não possuía correspondentes nem grupos de oração. Os organizadores viram a necessidade de expandir o grupo para o Centro-Oeste do Brasil. Por meio do culto de celebração, seis grupos de oração foram levantados e iniciado um projeto de correspondentes locais, ajudando assim, a Portas Abertas se expandir no país para engajar cristãos brasileiros na causa da Igreja Perseguida.
Elizabeth Banov, coordenadora do ministério no Brasil, conta que as irmãs presentes no culto que até o momento não conheciam muito a respeito dos cristãos perseguidos foram impactadas pelo testemunho da Ana. “Foi um choque. Muitas pastoras me procuraram dizendo que não podemos ficar mais parados. Estavam se sentindo envergonhas ao saber que testemunhos como esses são reais e que há a necessidade de se levantar em oração”, compartilhou ela.
Elizabeth relatou que era perceptível como muita gente estava ouvindo o testemunho da Ana, mas avaliando a si mesmo, analisando a própria vida cristã. “A maior proposta do Mulheres do Caminho é fazer com que principalmente mulheres, olhem para si mesmas e reflitam que elas podem fazer muito mais e que não estão fazendo”, continuou Elizabeth.
O ministério realiza tardes de oração e viagens para lugares aonde existam cristãos perseguidos.
Conheça mais e envolva-se:
Tardes de Oração
Bimestralmente, o Mulheres do Caminho realiza tardes de oração na sede da Portas Abertas, em São Paulo. Nesses encontros, irmãs se reúnem com o propósito de interceder pelos cristãos perseguidos. Junte-se a nós nessa causa.
Viagens 
“Nós somos transformados quando trazemos um cristão perseguido ao Brasil, mas quando um grupo é levado para ter contato em um país diferente com várias histórias e testemunhos, podendo ver, ouvir e abraçar esses irmãos, eles são transformados. E quando essas pessoas retornam ao Brasil, elas se tornam agentes transformadores”, afirma Elizabeth.
Se você se interessa em conhecer lugares onde a perseguição é vivenciada diariamente por nossos irmãos, viaje conosco e seja impactado.
Agende uma visita na sua igreja
Você também pode agendar uma visita do ministério Mulheres do Caminho ou deoutros ministérios  na sua igreja para que conheçam e fiquem mais próximos dos cristãos perseguidos.
FontePortas Abertas Brasil

Nenhum comentário: